ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia
Outros destaques
Mais Notícias

Todas as notícias

Mural de Recados
  • - em 14/04/2014 - 11:41:09

    presidente agora o fato é concreto,a safadeza do PSI,DOIS BATALHOES FICARAM DE FORA DO PROCESSO DE SELEÇAO E NO INTERIOR NAO INFORMAÇOES COMPLETAS SOBRE AS INFORMAÇOES REFERENTE AO CERTAME,CONVEM RESSALTAR QUE PARA TOMAR POSSE,MATRICULAR EM CURSO DE FORMAÇAO NECESSITA DO CERTIFICADO DE ENSINO MEDIO.....MAIOR SACANAGEM ISSO...

  • - em 13/04/2014 - 09:30:38

    Presidente, agora é fato comprovado FALCATRUA no PSI, edital muda duas vezes depois de ser publicado acrescentando novos documentos e deixa os PM`s do 7(Ariquemes) e 6 BPM (Guajara) todos fora do PSI, por curiosidade locais onde não haverá a prova.Agora a pergunta que não quer calar: Depois do curso de 1998 quem entrou na PMRO que não tivesse o 2 grau completo? Sendo isto requisito no ato da inscrição do concurso?
    Por favor averigue isto e nos deixe informado.

  • - em 09/04/2014 - 09:31:15

    ate quando iremos ficar a vontade do comando para promoçao,como pode o cmt decretar um curso de sgt nesta epoca de caos faz transparecer que guajara mirin e a ponta do abuna nao e reconhecida tendo em vista a difilcudade devida locomoçao;esse curso de sgt e carta marcada.

  • - em 08/04/2014 - 11:24:12

    UNIDOS SOMOS MAIS FORTES.. PM DO PARÁ MANIFESTA SUA INDIGNAÇÃO, PELA MANEIRA DESIGUAL QUE É TRATADO O EFETIVO. A DISCRIMINAÇÃO ENTRE PRAÇAS E OFICIAS. ELES CONFUNDEM HIERARQUIA COM MONARQUIA. MOBILIZAÇÃO NACIONAL JÃ.

  • - em 08/04/2014 - 10:30:22

    Caro Presidente corre um bizú que a PM por consequência da decretação do estado de calamidade vai deixar de pagar o serviço voluntário,pedimos que esclareça para nós esse informe,desde já agradecemos.

  • - em 25/03/2014 - 19:29:09

    PRESIDENTE, PELO AMOR DE DEUS, FAÇA NOS UM IMENSO FAVOR; INTERVIR JUNTAMENTE COM ALGUM POLITICO DE ESQUERDA DO GOVERNO. PARA QUE O COMANDO DA PM CUMPRA A LEI. TEMOS COMPANHEIROS QUE FORAM PROMOVIDOS PELA LEI DE PROMOÇÃO POR TEMPO DE SERVIÇO, ONDE A MESMA IMPÕE NO SEU ART. 8º, A PASSAGEM DO MILITAR PARA A RESERVA REMUNERADA, DENTRO DE 90 DIAS, SENDO QUE O COMANDO DA PM VEM, INCONSEQUENTEMENTE,DESCUMPRINDO ESTA LEI, SEGURANDO OS PROCESSOS, VALENDO-SE DE DESCULPAS PROCRASTINADORAS E SEM FUNDAMENTO. ESCALAM OS PPMM NOS CORREDORES DOS QUARTÉIS, POR QUATRO A SEIS MESES, ALÉM DO PERMITIDO PELA LEI, TRAZENDO AO PM ANGUSTIA E DESCONTENTAMENTO COM O COMANDO, QUE SÓ SERVE, COMO SEMPRE, TRAVAR OS DIREITOS DOS PM. NEM AOS IMBECIS AS DESCULPAS DO COMANDO NÃO COLA. FAZEM DE TUDO PARA TRAVAR OS PROCESSOS, ATÉ MESMO EXTRAVIAR DOCUMENTOS. É UMA VERDADEIRA SACANAGEM. TODOS SÃO SABEDORES QUE OS PROCESSOS, ENTREGUES NO DEPARTAMENTO DE PESSOAL, SÃO TODOS DEVIDAMENTE CONFERIDOS, E SE ESTANDO DENTRO DO EXIGIDO, AÍ SIM RECEBEM, DAÍ ENTÃO NÃO HAVENDO MAIS NADA A PROVIDENCIAR. ENFIM O POLICIAL CUMPRE FIELMENTE O SEU TEMPO DE SERVIÇO QUE A LEI EXIGE, E QUANDO ENTÃO ALCANÇA A TÃO ESPERADA RESERVA REMUNERADA, LEVA CONSIGA ESSA HUMILHAÇÃO. CONTAMOS COM VOCE. OBRIGADO!

  • - em 25/03/2014 - 13:18:27

    presidente sobre os policias militares como fica nao vamos ter aumento ? nos quando passamos para o quadro de reformados perdenmos todas as gratificaçoes ! sera que tem alguem olhando pela gente ? obrigado

  • - em 22/03/2014 - 10:10:01


    O SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) NO SERVIÇO PÚBLICO




    “Este acidente foi uma fatalidade!”, “ Este acidente ocorreu porque tinha que ocorrer!”, “Este acidente foi a força do destino!”.
    Prevenção é o conjunto de medidas técnicas e administrativas que visa, em todas as atividades da empresa, a proteger os seus recursos humanos e materiais, inclusive os de terceiros, que, de forma direta ou indireta, possam ser afetadas por acidente de trabalho.
    Prevenir acidentes é uma atitude pró-ativa com foco no combate a todas as causas que possam direta ou indiretamente, definidas como qualquer fato, que se removido, teria evitado o acidente.
    Para que haja aos trabalhadores, a plena garantia a um ambiente de trabalho favorável à saúde e a segurança do trabalho, é necessário que “A conscientização e a informação constituem as bases das reivindicações do operariado brasileiro, pois que sem o conhecimento dos seus próprios direitos e deveres, cedem espaço para as explorações e agressões inerentes à atividade econômica de fins lucrativos, em detrimento da saúde e segurança no meio ambiente do trabalho”.
    Ao trabalhador é garantido o exercício do seu trabalho em um meio ambiente de trabalho equilibrado, seguro e saudável, proteção está que se encontra garantida por meio das Convenções da OIT, da Constituição Federal, da Consolidação das Leis do Trabalho, no Código Penal, no Código Civil, na Portaria 3.214/78 do MTE,e em diversas legislações relacionadas ao tema que tenha por objetivo a proteção à saúde e a segurança do trabalhador.
    Um fato observado em especial cuidado e atenção é a falta de comprometimento do Estado com a implantação de políticas de saúde e segurança do trabalho que visem a proteção dos agentes públicos que atuam na qualidade de servidores não-celetistas, pois estes não são abrangidos pela obrigatoriedade de implantação do SESMT, conforme determinado da NR 04. O que se vê é um total desrespeito do Estado para com a vida dos seus agentes.



    O objetivo aqui pretendido é de certa forma, poder contribuir por meio do exercício da cidadania buscando uma sociedade melhor para que todos aqueles profissionais que têm comprometimento com a redução e eliminação total dos infortúnios que afetam o ambiente do trabalho (acidentes de trabalho, doenças do trabalho e doenças profissionais) nunca percam a esperança de que essa realidade nunca será impossível de ser alcançada, para que possamos propiciar ao trabalhador ao servidor uma verdadeira política de saúde e segurança do trabalho, concretizando assim a utopia da eliminação e/ou a neutralização dos riscos ambientais existentes no ambiente de trabalho.

    Edivaldo coelho da silva
    Técnico de Segurança do Trabalho

  • - em 19/03/2014 - 12:12:07

    Senhor Presidente;
    A Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, aprovou nesta terça (18), o projeto de reposição salarial dos trabalhadores do TJRO. Com essa aprovação, os parlamentares, mais uma vez, demonstraram que todos os projetos que beneficiam os trabalhadores, tem prioridade naquela casa de leis. A Administração do TJRO encaminhou para a Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, o Projeto de Lei 1168/2014, que trata da reposição salarial dos trabalhadores do TJRO, no percentual de 5,87%.
    O Presidente do Sinjur, que estava acompanhando a tramitação do projeto, desde a semana passada, acompanhou a aprovação em dois turnos, na tarde de hoje. A reposição salarial será para todos os trabalhadores ativos e inativos do TJRO.

  • - em 12/03/2014 - 13:03:15

    Caro Gesuino, estao sacrificando a folga dos bombeiros operacionais,sem qualquer
    preocupaçao, mudaram de 24x72 para "24x48" e uma escala extra na folga da 48 de 12 horas, ainda
    ha um rumor que estao querendo passar para 24x24, indignado porque o pessoal que
    trabalha no administrativo, principalmente no comando "nao" estao escalado nessas extras
    para atender os desabrigados das enchentes.Resumindo, nao existe toda essa
    nescessidade uma vez que nao sao todos os bombeiros que estao sendo escalados,
    apenas o pessoal que trabalha no serviço operacional,estou prestes a levar minha
    mudança para o quartel.deixo minha indignaçao. parabens pelo trabalho que vem realizando.

  • - em 10/03/2014 - 22:42:09

    Caro Gesuino, estao sacrificando a folga dos bombeiros operacionais,sem qualquer preocupaçao, mudaram de 24x72 para 24x72 e uma escala extra na folga da 48,ainda ha um rumor que estao querendo passar para 24x24, indignado porque o pessoal que trabalha no administrativo, principalmente no comando estao escalado nessas extras para atender os desabrigados das enchentes.Resumindo, nao existe toda essa nescessidade uma vez que nao sao todos os bombeiros que estao sendo escalados, apenas o pessoal que trabalha no serviço operacional,estou prestes a levar minha mudança para o quartel.deixo minha indignaçao. parabens pelo trabalho que vem realizando.

  • - em 08/03/2014 - 10:11:31

    Parabéns para todas as mulheres guerreiras, nesse dia especial!!

  • - em 06/03/2014 - 10:14:37

    SENHOR PRESIDENTE:
    POR QUE NÃO HÁ NENHUMA CORRERIA EM RELAÇÃO AO REAJUSTE DE SALARIOS? DEPOIS DA REUNIÃO NA ASSOCIAÇÃO TUDO FICOU PARADO. A MESA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE ESTÁ AGUARDANDO A PRESENÇA E A POSIÇÃO DOS PRESIDENTES DE SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES PARA A CONFECÇÃO DO PROJETO DE LEI A SER ENVIADO PARA A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA E SER VOTADO NA QUARTA FEIRA DIA 12 DE MARÇO. ESTÃO AGUARDANDO O MAIS BREVE POSSIVEL VOSSA SENHORIA PARA REUNIÃO SOBRE REAJUSTE DOS SALARIOS, POIS QUEREM VOTAR LOGO PARA TRANSFORMAR EM LEI E COMEÇAR A PAGAR A PARTIR DE 1 ABRIL. PRECISAM SER AGEIS POIS O TEMPO URGE. OK
    GRATO.
    ALDO.

  • - em 21/02/2014 - 16:50:00

    Parabéns ao Sr presidente pelo programa!

  • - em 17/02/2014 - 10:54:35

    estamos juntos nessa luta

  • - em 12/02/2014 - 15:14:47

    SENHOR PRESIDENTE:
    POR QUE NÃO HÁ NENHUMA CORRERIA EM RELAÇÃO AO RESJUSTE DE SALARIOS? DEPOIS DA REUNIÃO NA ASSOCIAÇÃO TUDO FICOU PARADO. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA ESTÁ AGUARDANDO VOSSA SENHORIA PARA REUNIÃO SOBRE ESTAS PERDAS SALARIAIS, POIS QUEREM VOTAR LOGO PARA TRANSFORMAR EM LEI E COMEÇAR A PAGAR A PARTIR DE 1 DE MARÇO. ONDE ESTÃO TODOS? PRECISAM SER AGEIS POIS O TEMPO URGE. OUTRAS CATEGORIAS ESTÃO INDO NA FRENTE E ESTÃO CONSEGUINDO REPOSIÇÃO SALARIAL. VAMOS TODOS PRA ALE.RO JÁ. OK GRATO.
    ALDO.

  • - em 12/02/2014 - 11:26:46

    ou aumenta o salario de toda atropa ou nao aumenta de ninguem

  • - em 06/02/2014 - 13:27:31

    Ridículo o diagnóstico daquele oficial:
    "Hoje, oficiais e sargentos, os que mais asusumem RESPONSABILIDADES e os que mais ESTUDARAM, são os que recebem menor reconhecimento salarial". Isso é absurdo, pois que responsabilidade que um oficial tem em uma guarnição de soldados que rotineiramente estão nas ruas e deparam-se com uma situação em que têm que agir? A responsabilidade e os riscos são todos da guarnição. Quando ele fala que os oficiais são os que mais estudaram, por que eles não estão nas ruas então, pondo em prática todo esse conhecimento. Quem foi que disse q oficial, principalmente quando tornam-se capitães têm que estar em uma seção qualquer no ar-condicionado? Os mesmos oficiais que estudaram tanto é quem vão julgar e fazer o possível para condenar qualquer deslize da guarnição que está na rua enfrentando chuva, sol, noites e dias, carregando esta PM nas costas. Isso é simplismente uma vergonha!!!

  • - em 04/02/2014 - 16:12:55

    ALELUIA, ALELUIA, GLÓRIA A DEUS:Já vai tarde...

  • - em 03/02/2014 - 21:33:40

    Ola, sou soldado do CBMRO, fico indignado com o aumento salarial somente dos oficiais, somos nós que carregamos o fardo, nós que merecemos. Estou filiando hoje para que a associação possa ter maior força contra tais injustiças.

  • - em 30/01/2014 - 20:13:53

    É uma vergonha a proposta que retira os cabos e soldados da reposição salarial, sendo que os mesmos que carregam a policia nas costas estão na ponta da corda....

  • - em 30/01/2014 - 14:34:37

    É verdade que a lei de promoção de cb vai ser revogada?

  • - em 29/01/2014 - 10:12:58

    Então os Oficias que trabalham 120 horas/mês em seus gabinetes no ar condicionado tem que receber reajuste salarial e o soldado e cabo que trabalha na rua em pesímas condições de trabalho, correndo risco de morte e adquirir doenças contagiosas, tem que trabalhar ha mais 60 horas extra no mês para poder melhorar seus rendimentos, isso e escravidão Senhor comandante acredito que o isso não seja verdade pois, já de cara fere o principio da isonomia, ou o senhor não conhece a tropa que tem......lembre-se de um passado não tão distante em um coronel do Eb disse no ano em que ele esteve no comando da PMRO, sobre como tratar a tropa.

  • - em 25/01/2014 - 00:25:38

    Sera que e so eu que recebe salario deste mes ainda como soldado! a formatura foi dia 20/12/13 e ainda recebemos como soldado, este governo ta de brincadeira

  • - em 23/01/2014 - 09:57:57

    SOBRE A NOTICIA DE CUJUBINZINHO,SERIA UMA OPORTUNIDADE BOA PRA MIM SAIR DE ARIQUEMES E IR PRA LÁ FICARIA MAS PERTO DA MINHA FAMILIA..30KM SÓ.

  • - em 22/01/2014 - 22:10:53

    OLÁ PRESIDENTE,GOSTARIA DE SABER EM QUE O CURSO DE CABOS DE 2007 PODE AJUDAR PARA QUE A ASSOCIAÇÃO CONSIGA PARA QUE TODOS OS CABOS COM INTERSTICIO POSSA FAZER O CURSO DE SGT PM ,,,

  • - em 20/01/2014 - 06:26:03

    Olá Jesuíno, gostaria de sugerir o tema para a publicação de uma matéria que seria esclarecedora no que concerne ao atual quadro da segurança publico em nosso estado. Seria como foi feito o acordo entre governo federal e estadual, onde, quando e quem esteve por trás disto o que foi estabelecido se haveria uma compensação ou repasse ao governo do estado para investimento na segurança publica passo a passo detalhado acrescenta-se ainda outra causa as construções das usinas as instalações e planejamento habitacional para os trabalhadores, a negligência dos governantes somado a falta de compromisso resultaram no quadro atual de insegurança que vivemos e pouco se tem feito, aliás o governo vem trabalhando na contra mão aos invés de dar mais valor ao servidor e realizar qualificação e reciclagem vem tirando os poucos direitos que os servidores tem mesmo sabendo que podem serem abatidos no pleno exercício da função ou em virtude dela. Pense a respeito e faça uma matéria esclarecedora sobre o assunto.Obrigado

  • - em 11/01/2014 - 09:55:36

    PERGUNTO A ASSFAPOM SE TEM CIÊNCIA DA ESCALA QUE ESTA SENDO IMPOSTA AOS BOMBEIROS NO CIOP? A ESCALA ESTA SENDO 12X 24 12X48 DIFERENTE DA ESCALA COMUM DO CIOP QUE É DE 12 X 24 12 X 72 . SIMPLESMENTE POR QUE UM COMBATENTE ENTROU DE FÉRIAS E QUANDO VOLTOU FOI COLOCADO NO ADM E O CEL GENIVAL SE RECUSA A ENVIAR "UM ÚNICO" MILITAR PARA COMPOR E VOLTAR A ESCALA AO NORMAL. SENDO ASSIM OS BOMBEIROS QUEBRAM TODO O REGIME INTERNO DE EQUIPES DO CIOP POIS FICAM FAZENDO RODIZIO ENTRE AS GUARNIÇÕES PREJUDICANDO O ATENDIMENTO AO PUBLICO E É CLARO COM FOLGAS REDUZIDAS. JÁ NÃO BASTA O ACUMULO DE SERVIÇO QUE POR TER APENAS UM BOMBEIRO POR DIA TEM Q ATENDER TELEFONE, FAZER PESQUISAS, OPERAR RÁDIOS E ETC. SOLICITO A ENTIDADE QUE DIVULGUE A NOTICIA, ACREDITO QUE O COMANDANTE GERAL DO BM NÃO TEM CIÊNCIA DO QUE ESTA OCORRENDO. E QUE DEVE ATE SER ILEGAL COLOCAR OS BOMBEIROS COM UMA ESCALA DIFERENCIADA PARA EXERCER A MESMA FUNÇÃO.

  • - em 10/01/2014 - 21:41:49

    parabenizo o novo diretor do colegio tiradentes pelo concurso publico criado. pela primeira vez os filhos dos militares poderão entrar no colégio que é nosso. Antes era só no jeitinho para civis.

  • - em 06/01/2014 - 22:30:11

    amigo jesuíno, vc tem alguma informação se todos os cbs 2007 irao ter vaga garantida em um provavel curso sgt pm em 2014!!!!

  • - em 04/01/2014 - 18:07:28

    vc's já estão sabendo que os oficiais vão colocar a mão na maior parte da receita que sobra, referente a transposição dos antigos. Se liguem não vai sobra muita coisa não. querem dar 2% para Sd,4% p/ Cb, 6% p/ Sgt e todo restante para os oficiais pois dizem que não ganham conforme seu posto.

  • - em 29/12/2013 - 20:52:44

    alguém tem alguma informação sobre a mudança de escala dos postos fixo da policia que vai ser 12x24 e 12x48.se tem alguma legitimidade nessa escala? pois ultrapassa as 40h semanais.

  • - em 26/12/2013 - 13:24:41

    para o cabo agnaildo,direito a pedir a revisão ela tem no entanto a oque lhe resta e provar que não tem como pagar mais ,atravez da constestação ,que inclui se voce tiver outros filhos ,outra falia ,juntar dividas é só juntar tudo e entregar para o advogado .pois a justiça não pode deixar uma pessoa em uma situação que não possa cumprir com seus compromissos.se mora de aluguel,cotranto.se tem outros filhos certidão de nascimento.se a atual mulher não esta trabalhando copia da carteira de trabalho.

  • - em 24/12/2013 - 21:26:38

    Desejo um feliz natal, e um próximo ano novo, cheio de graça, conquistas e grandes vitórias para todos aqueles que fazem a assfapom, a toda diretoria membros e associados. Um grade abraço a todos.

  • - em 18/12/2013 - 23:45:30

    QUE DIA SAIRÁ O SALARIO DO MÊS DE DEZEMBRO?

  • - em 12/12/2013 - 11:10:02

    pago pensao a um filho no valor de 24% sobre o meu soldo agora a mae do mesmo que mais aumento e vai na promotoria alguem pode me informa se ela tem esse direito me responda urgente por gentileza

  • - em 27/11/2013 - 11:00:33


    NOTÍCIAS

    27/11/2013 07h 18
    Brasil
    Papel e atuação da Polícia militar são questionados pela sociedade e estudiosos
    O artigo 144 da Constituição Federal regulamenta o funcionamento da segurança pública no Brasil. Prevê quais são os tipos de polícias e as funções de cada uma. À Polícia Militar cabe as tarefas de fazer o policiamento ostensivo e preservar a ordem pública. À Polícia Civil cabe as investigações de crimes e o cumprimento de ordens judiciais no âmbito local. A Polícia Federal atua também como polícia judiciária e na investigação de crimes, só que contra a ordem política e social ou em detrimento de bens, serviços e interesses da União ou de suas entidades autárquicas e empresas públicas, assim como outras infrações cuja prática tenha repercussão interestadual ou internacional e exija repressão uniforme.
    As PMs – assim como os policiais civis, bombeiros militares, forças auxiliares e reservas do Exército – estão subordinadas aos governos dos estados e do Distrito Federal. Isto levou ao desenvolvimento de 27 realidades distintas para a corporação. No entanto, há problemas em comum a todas elas, como mostra a edição de 2013 do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, editado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com apoio da Open Society Foundations.
    Uma das dificuldades enfrentadas pela Polícia Militar é está ligada justamente ao fato de ser militar. No plano de contato com a sociedade tem sido criticada por atuar com os cidadãos como se estivesse numa guerra - com excessiva força e pouca capacidade de diálogo e entendimento. No plano interno, o Código Militar obriga seus integrantes a uma severa disciplina, que pode levar à prisão um policial que chegue atrasado ao serviço ou questione ordens de seus superiores. Há na PM quem também se ressinta por não ter direito de organização e greve.
    As manifestações de junho popularizaram a tese da desmilitarização da PM. Mesmo vendo essa reivindicação com simpatia, estudiosos e envolvidos no debate pedem cautela aos que acham que a desmilitarizar simplesmente resolverá os problemas da segurança pública.
    - A desmilitarização só fará sentido com a criação de uma polícia de ciclo completo, encarregada da prevenção, policiamento e investigação de crimes - afirma o presidente do Sindicato dos Agentes e Escrivães de Policiais do distrito Federal, Flávio Werneck.
    Outra dificuldade é a salarial, o que é levado em conta nas análises da possibilidade de fusão entre a PM e a Civil . De acordo com informações colhidas por Luis Flavio Sapori, que integra o Conselho de Administração do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e coordena o Centro de Pesquisas em Segurança Pública (Cepesp) da PUC Minas, os salários dos policiais civis são bem mais altos do que os dos militares. Enquanto um delegado em início de carreira recebe cerca de R$ 10,5 mil mensais, um tenente da PM ganha aproximadamente R$ 6,5 mil.
    O Anuário Brasileiro de Segurança Pública apresenta um quadro em que compara as remunerações dos policiais civis e os militares. No caso de agentes da Polícia Civil, o Distrito Federal é a unidade da Federação com os melhores salários – R$ 7,5 iniciais. O Rio Grande do Sul é o estado que pior remunera esses profissionais – R$ 1,8 mil. Enquanto isso, um soldado da PM do Distrito Federal recebe R$ 4,1 mil. No Rio Grande do Sul o soldo é de 1,3 mil.
    Para Sapori, essa diferença nos contracheques, por uma série de razões, compromete a eficiência no controle da criminalidade. “As demandas corporativas das carreiras policiais acabam se impondo sobre os governos, criando muitas desigualdades nas remunerações entre as polícias como também no interior das próprias polícias. Os conflitos tendem a exacerbar”, afirma o pesquisador.
    A baixa remuneração também leva os policiais militares e procurar outras fontes de renda – os chamados bicos. Muitos atuam na segurança privada. Em texto publicado em 25 de setembro no jornal Folha de S. Paulo, o analista criminal Guaracy Mingardi conclui que os bicos e os pequenos salários contribuem para a ação violenta das PMs quando estão de folga. Segundo ele, não é novidade a participação de policias militares em tiroteios. “Um dos motivos é que a maioria atua como segurança privada no horário em que deveria descansar. Outro são os baixos salários, que os obrigam a morar em locais inseguros”, diz.
    O analista criminal menciona outra informação compartilhada pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Segundo Guaracy, “o número de pessoas mortas por policiais em serviço, só em São Paulo, é bem maior do que a totalidade de ocorrências do mesmo tipo em todo os Estados Unidos”. De acordo com o anuário, no ano passado 1.890 pessoas foram mortas em confrontos com polícias civis e militares no Brasil. Nos Estados Unidos, também em 2012, foram 410 mortos; na República Dominicana, 268 mortos; e na África do Sul, 706 pessoas foram assassinadas por policiais. Os estados de São Paulo, com 563 mortes, e Rio de Janeiro com 415 mortes, lideram as ocorrências no Brasil, sempre sob a designação de "autos de resistência".
    O Rio, aliás, foi o palco de um caso emblemático de violência policial, que vitimou o pedreiro Amarildo. Morador da Favela da Rocinha, Amarildo Dias de Souza, desaparecido desde 14 de julho, depois de ter sido detido, na porta de casa, por policiais militares que atuavam na sede da Unidade de Polícia Pacificadora da comunidade. O pai de seis filhos e marido de Elizabeth Gomes da Silva nunca mais apareceu, nem o corpo dele foi encontrado. A história ganhou repercussão e uma enorme campanha nas redes sociais - “Onde está o Amarildo?”, com o apoio de inúmeros movimentos, como as Mães de Maio e da Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência.
    O desfecho do caso confirmou a participação da PM no assassinato do pedreiro, inicialmente detido para averiguações por suspeita de envolvimento no tráfico de drogas. Vinte e cinco policiais militares, incluindo o comandante da UPP da Rocinha, foram indiciados pelo assassinato de Amarildo.
    Episódios como esse podem responder por que a polícia é tão mal avaliada pela população. Segundo o Índice de Confiança na Justiça Brasileira, da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a polícia é a terceira instituição menos confiável. Entre os brasileiros, 70,1% não confiam na polícia. A instituição perde apenas para o Congresso Nacional e os partidos políticos. Nos Estados Unidos, de acordo com o Instituto Gallup, 12% da população não confiam na polícia. No Reino Unido uma pesquisa da BBC apontou que 82% dos ingleses consideram a polícia confiável.
    Ao analisar esses dados, o professor adjunto da Linha de Pesquisa em Estudos Organizacionais da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV, Rafael Alcadipani, aponta os riscos e o que leva a essa desconfiança do brasileiro com a instituição encarregada de cuidar da segurança pública: ao se sentir inseguro, o cidadão evita procurar as autoridades policiais para abrir boletim de ocorrência, o que pode acabar em justiça feita com as próprias mãos. “Além disso, a baixa confiança na polícia, combinada à desconfiança nas instituições da Justiça, eleva a percepção de impunidade e de que o crime compensa”, afirma Alcadipani.
    No entender do professor da FGV, a baixa taxa de resolução dos crimes é um dos motivos da descrença em relação à polícia. Outro é a ineficiência no atendimento ao cidadão, que por muitas vezes, passa horas para registrar uma ocorrência - o policial que prende um criminoso ou constata um crime não é o mesmo que o registra e, posteriormente, o investiga.
    “Para piorar o quadro, há a imagem de violência que está atrelada ao aparato policial, principalmente o militar. No imaginário da população, polícia ainda é comumente temida e vista como fonte de injustiças”, diz estudioso. Ele lamenta essa situação e a considera bastante grave, especialmente porque a polícia é fundamental para qualquer democracia. O descrédito dos cidadãos é, na opinião de Alcadipani uma evidência “de que o modelo de segurança pública brasileiro precisa de reformas urgentes, tornando-as instituições efetivamente transparentes e garantidoras de direitos”.
    Além de matar muito, o policial brasileiro morre muito em serviço. Apesar da sonegação ou mau registro de informações, o Anuário Brasileiro de Segurança Pública registra 901 óbitos de policiais em serviço entre 2000 e 2012. Do total, 22,4% aconteceram nos últimos três anos. Fora de serviço, no mesmo período, foram mortos 802 PMs, sendo que 66,7% desses entre 2010 e 2012.


    Fonte: Agência Senado

  • - em 19/11/2013 - 13:13:34

    Boa tarde a todos, leia parte desse trabalho cientifico, publicado na internet, sobre a anistia federal 12.505 e 12.848, e tire seu conceito sobre a matéria, Vejamos : - “...No âmbito administrativo militar, diversos são os casos que as Instituições Militares demitiram os militares que participaram das reivindicações, com fundamento de terem agido contra a honra pessoal e o decoro da classe. O texto da anistia 12.505 e 12.848, é taxativo em prever que as infrações disciplinares conexas também devem ser consideradas anistiadas e como consequência desse ato a exclusão dos militares tornam-se invalidas, ocasionando a reintegração daqueles que se encontram excluído das fileiras do militarismo estadual. Essa medida deve ser tomada de oficio pelas autoridades militares, pois a lei tem as características de serem regras, obrigatórias, gerais, abstratas e inovadoras, desse modo, obrigando a administração pública militar se vincularem-se as normas garantindo assim o efetivo cumprimento do principio da legalidade estampado no artigo 5°, inciso II, da Constituição Federal. Sobre a questão da ficha limpa, Os demais militares que estiveram envolvidos nos movimentos e condenados por diversos crimes arrolados no Código Penal Militar e que hoje ainda encontram-se sobre a sombra da condenação e com o seus nomes incluídos no rol dos criminosos brasileiros devem todos ser retirados tais condenações dos controles da justiça para todos os fins, seja de reincidência, concessão de benefícios aos primários, condições de serem eleitos em quaisquer entes federativos como parlamentares sem esbarrarem nas vedações previstas na Lei Complementar nº. 135/2010, conhecida popularmente como a lei da Ficha Limpa, bem como demais benefícios de viés penal ou extrapenal...” Publiquei parte desse artigo, para esclarecer, a muitas pessoas que ainda não sabem oque significa, à Lei de ANISTIA FEDERAL e sua eficacia jurídica.

  • - em 12/11/2013 - 11:36:25

    Alguem sabe se tem alguma previsão de data para sair a metade do decimo terceiro,vi falar que seria agora em novembro me responde por favor obrigado.

  • - em 02/11/2013 - 19:46:05

    Marina faz dois anos e dois meses que perdi meu Pai, nada é tão forte quando vc tem um elo,demora mas Deus acaba nos confortando no momento certo, nós somos humanos o que conforta é o rastro que ele deixou, trabalhamos junto na segurança do Governo Bianco, a sua lealdade e espírito de justiça com certeza ainda é viva, que Deus conforte vc e família abraços. Sgt Freire.

  • - em 02/11/2013 - 14:58:47

    BOM DIA gente da assfapom.
    Hoje está completando 1 mês que o SGT SIMPLICIO partiu deixando muitas saudades.Ele foi um policial digno,honesto um excelente esposo,excelente pai e um excelente avô coruja....Mas ele faz muita falta para a nossa familia militar e familia simplicio!
    Ass:Marina

  • - em 01/11/2013 - 18:33:39

    Segunda feira, a coisa vai ficar preta, pois não teremos mas o shopp cidadão. Governo da esculhambação

  • - em 14/10/2013 - 19:56:04

    O PROBLEMA NÃO É UNIFICAR É REALMENTE ATENDER AS NECESSIDADES DE SALÁRIO, CONDIÇÕES DE TRABALHO,DIGNIDADE E RESPEITO.

  • - em 03/10/2013 - 10:56:47

    SGT: Foi do meu pelotão, 2ª turma de 1987, dos que foram de Pernambuco, mas honrou a sua farda, meus sentimentos aos seus familiares e a toda família assfapom. "coelho 267 5º pel. 87"

  • - em 27/09/2013 - 19:20:08

    Quando politicos chegam em suas casas, dizem ao seus familiares que PMS são um bocado de besta, damos nossos prazos pra eles digerirem e eles degustão com a maior felicidade do mundo e assim vamos empurrando com a barriga, eles dizem tambem que nos dizemos SEM PEC SEM COPA E SEM ELEIÇAO, SÓ NA CABEÇA DESSES IDIOTAS MESMO, no dia 2 daremos mas PRAZO com ketchup pra eles deustarem e eles como sempre aceitarão, ou não é verdade? agora mudem de tática, botem os OFICIAS DE FRENTE, OFICIAS PARAM SEM RETALIAÇAO SEM ESCALA NOS QUADRO E SEM POLICIA NA RUA QUEM ASSINA AS ESCALAS,eu dúvido que em menos tempo possivel essa miséria de pec 300 não seja aprovada, SEM PEC SEM COPA, vcs estão de brincadeira comigo não? esperar quase 1 ano ja sabendo do resultado, já fizeram passeata, rezaram pra jesus, invadiram assembléia, postaram anuncio na net, fizeram caravanas, e o que resolveu, agora botem os OFICIAS DE FRENTE e vejam como rapidamente o quadro muda, ou não é verdade? porque de tudo ja foi feito e ate agora nada se resolveu, e agora o que estão esperando, que politicos aprovem é? vcs sabem tão bem quanto eu que isso jamais e nunca acontecerá, ja são quantos anos mesmo?

  • - em 24/09/2013 - 14:47:19

    Sr. Presidente fui ate Dp na manha de hoje proucurar saber a respeito da gratificaçao de motorista e fui informado que as portaria era assinado pelo secretario bessa porem devido muitas portarias o mesmo delegou ao comandante gera.

    Porem estas portarias nao estao sendo assinadas e um aculo de portarias esta ficando paradas no gabinete do comando geral.



    uma vergonha.

  • - em 24/09/2013 - 13:30:15

    Tem alguma informação do QSJ, visto q nem mesmo o do iperon saiu.?

  • - em 19/09/2013 - 09:25:03

    Bom dia,
    Primeiro gostaria de deixar claro que eu não sou ninguém, apenas uma militar ansiosa pela evolução desta instituição tão amarrada em suas próprias armadilhas. Sou SD do estado do Pará e desde então venho acompanhado a tramitação da Pec 300.

    Tenho certeza que você tem muito mais conhecimento sobre o assunto, por isso eu quero sugerir algumas coisas.

    Vejo que as associações estão de mãos atadas seja por um motivo ou por outro que não quero discutir. Então que tal você acha de ser feito um levantamento nacional (resumo) das condições de trabalho dos policiais militares, bombeiros, e forças armadas, em relação ao salário, as horas exorbitantes de trabalho, as humilhações sofridas pelos praças, a falta de armamentos e coletes etc etc etc.
    Digo isso por que acho que você conheça militares de todo país!
    Uma vez com esse resumo em mãos, expondo nossas vidas milicianas, trataríamos de espalhar de norte a sul do país tais informações como pedido de apoio a políticos, e-mails para os deputados e senadores, empresários, sociedades de classe, ONGs, pessoas de notoriedade, imprensa, associações, programas de TV. Seria início de uma campanha pelos militares. Visto que ninguém vai a uma guerra desarmado. Tenho certeza que a maioria da população nos apoiaria se conhecesse a nossa realidade.

    Vamos marcar uma data para uma manifestação pacífica diante do Congresso Nacional, mas só depois de conseguir apoio geral. Não acho que uma greve seja a melhor saída causaria muitos danos a nós mesmos, precisamos ser inteligentes e articulados.
    Note-se, estou mandando várias cópias deste email!

  • - em 13/09/2013 - 15:15:40

    Ao Jesuíno temos que inaltecer. Quanto ao porte!!!concordo gênero número e grau. Hoje por exemplo; o PPmms tem um portizinho so no âmbito estado Ro sendo que; temos leis e decretos vigentes. Porque não cumprem o princípio da isonomia e administração pública. Será que a lei é pra um e outros não?

  • - em 11/09/2013 - 17:17:16

    Hoo jesuino e o Cruzeiro do Sul como ficou?
    O governo nao vai suspender os descontos....

Curta Nossa FanPage
Utilidade pública
Assessoria Jurídica
Associação nacional
Publicidade
ASSFAPOM

Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Av. Campos Sales, 3491 - Olaria

Porto Velho - RO

(69) 9307-9449 - (69) 3214-7500

Presidente: Jesuino Boabaid

REDES SOCIAIS
Acompanhe nas redes sociais, a luta que travamos em favor de nossos associados.

Copyright © 2014 - ASSFAPOM - Todos os direitos reservados.

5Digital Comunicação